Está muito em moda nos dias de hoje as pessoas optarem por morar em um flat ou como é chamado por alguns de apart-hotéis, principalmente nas grandes cidades.

A maior parte dos flats são bem pequenos, mas contam com sala, suíte e uma cozinha bem compacta. E existem os estúdios, onde todos os espaços estão integrados. Normalmente são pessoas solteiras que têm à sua disposição diversos serviços, como arrumadeira, lavanderia, etc. E muitos desses serviços já estão incluídos na taxa de condomínio.

E também há vários casais jovens ou mesmo idosos que têm escolhido este tipo de apartamento pois contam com uma excelente infraestrutura. Os idosos preferem viver em um flat, com toda a mordomia do que ir viver na casa de seus filhos. Eles se sentem mais independentes e ainda podem frequentar uma academia e fazer uma hidroginástica.

Os aposentados adoram porque se sentem mais seguros e que querem aproveitar mais esse momento de suas vidas. Se está pensando em comprar um flat residencial para investir, o melhor é comprar um que já esteja pronto e não na planta. O pronto já se pode ter uma renda quase que imediatamente.

Enquanto que um flat em lançamento, é necessário esperar de 1 a 2 anos para que comece a dar algum retorno. Existem várias cidades no Brasil, principalmente as de praia, que em épocas do ano de alta temporada atraem muitos turistas. E, geralmente é cobrado um valor diário, tornando-se assim um negócio bem rentável.

Para você ter uma ideia, na época da Copa do Mundo e das Olímpiadas, houve uma grande procura por flats e sua taxa de ocupação foi enorme. Existem também aqueles flats chamados de hoteleiros e se você pensa em investir em um deles, sua localização é fundamental.

É preciso projetar esse investimento para o futuro, talvez escolher uma área que ainda vá crescer ou que você sabe que uma grande indústria vai ser instalada nas suas imediações. Na verdade, um flat tem a estrutura de um hotel, mas seu custo é bem menor do que uma diária de um hotel.

Muitas pessoas preferem o flat porque ao trabalharem fora, não têm muito tempo para se ocuparem das tarefas domésticas e ao saírem para trabalhar ficam tranquilas porque sabem que seu apartamento vai ser entregue a profissionais de total confiança.

Atualmente, ouvimos falar muito em flat pool. O que seria isso? Funcionaria mais ou menos assim: você ganha diárias e não um aluguel mensal fixo e caso fique desocupado você ainda recebe uma renda, logicamente menor.

Como isso é possível?

Na verdade, no pool você investe no condomínio como um todo e não somente em um flat. Você compraria uma cota daquele condomínio. Há um somatório de todas as diárias recebidas, diminui-se as despesas e o lucro é dividido entre os cotistas. E o melhor de tudo, você não precisa se envolver com qualquer problema com o inquilino, cabe à administração do condomínio resolver tudo.

Voltando ao flat residencial, é também uma ótima alternativa para quem está provisoriamente em uma cidade, ou aquele que passa a semana em razão do trabalho ou está esperando a reforma de sua casa ficar pronta, para estudantes que estão fazendo um curso, etc.

O que incomoda algumas vezes as pessoas é porque devido à alta rotatividade não conseguem estabelecer nenhum vínculo com seu vizinho. A cada dia encontra caras novas cruzando o corredor. Mas também o dia a dia das pessoas é tão corrido que nem dá tempo para parar para conversar e conhecer os vizinhos.

Como pode perceber, existem prós e contras. Basta saber se o seu perfil se adequaria a este novo tipo de moradia.